Esportiva

Esportiva

Assim como em qualquer outra prática esportiva e principalmente nas que envolvem impacto, as lesões na corrida são normais e muito mais frequentes do que se imagina. Isso pode acontecer por conta de uma possível sobrecarga de exercícios para o corpo, falta de preparo físico, alterações ósseas, outras doenças ou até mesmo por alguma prática errada ou inapropriada, mas é importante saber que todas as pessoas que praticam a atividade, atletas ou não, estão propícias a se machucar.

Diferente do que se acredita, a Fisioterapia Esportiva funciona não somente no tratamento das lesões, mas também na prevenção, para acompanhar o paciente durante a prática da corrida, trabalhar fortalecendo os ossos e músculos e, dessa maneira, preparar o corpo e minimizar todos os riscos.

Conheça algumas das lesões mais comuns divididas pelas áreas do corpo que costumam ser bastante afetadas durante a corrida.

Quadril

O quadril é uma das regiões que costumam ser mais afetadas durante um esporte de impacto, como é o caso da corrida. A articulação do quadril é responsável por sustentar boa parte do peso de nosso corpo e por esse mesmo motivo pode sofrer tanto com a sobrecarga (exagero de exercícios) ou até mesmo com a movimentação incorreta, que são as principais causas da dor no quadril.

Em caso de dor no quadril, é importante que o paciente procure imediatamente pelo médico, já que a dor pode indicar desde uma simples sobrecarga até uma lesão mais grave ou uma fratura. Existem vários tipos de lesões diferentes que podem se manifestar na região e as mais frequentes envolvem inflamações nos ossos que compõe a articulação, como a pulbalgia, que acontece no púbis; e ainda lesão do lábrum do quadril, tendinites e bursites.

Além da dor intensa, lesões no quadril costumam dificultar e limitar de certa forma os movimentos. Pode ainda ser que a dor apareça apenas durante os movimentos – ao caminhar, correr, subir escadas ou se sentar.

Joelho

As lesões no joelho costumam ser causadas principalmente por traumas, como quedas ou impactos, mas é importante alertar que práticas não saudáveis – como uso de sapatos inapropriados durante os exercícios – ou alterações ósseas podem agravar a situação ou até acabar também causando uma lesão. Por ser uma região muito delicada, flexível e repleta de ligamentos, cartilagens e tendões, os tratamentos para as lesões no joelho costumam ser mais longos, exigem bastante cuidado e muitas vezes exigem ainda procedimentos cirúrgicos.

Existem duas principais lesões no joelho que costumam afetar pessoas que correm: a Condromalácia Patelar, doença que acontece na patela e que pode ser causada por descompensação muscular ou mesmo por má postura durante o exercício; e a Lesão no Menisco, que é causada pelo cansaço ou fadiga das cartilagens e costuma ser um pouco mais grave, muitas vezes sendo necessário uma cirurgia. No caso da primeira, a dor pode aparentar ser na cartilagem, embora venha dos tecidos da patela, enquanto que a segunda costuma ser mais sentida na lateral dos joelhos.

Pés

Os pés são diretamente atingidos pelos impactos durante a corrida, assim como as regiões que estão em seus entornos, como as canelas ou tornozelos. Por isso, tanto os pés como canelas e tornozelos costumam sofrer lesões com bastante frequência durante a prática. Assim como nas demais regiões do corpo, essas lesões podem ser causadas por má postura, sobrecarga, falta de alongamento ou simplesmente pelo uso de tênis inapropriado.

Entre as lesões nos pés mais comuns, estão a Fascite Plantar, que é a inflamação em todo o tecido da sola do pé, dos dedos ao calcanhar, e pode causar bastante dor e desconforto ao caminhar; e Tendinite de Aquiles ou Tendinite do Calcâneo, que afeta o osso que vai do calcanhar à panturrilha. Quanto as demais regiões próximas aos pés, Entorses de Tornozelo – que é a ruptura total ou parcial dos ligamentos dos tornozelos ­– e a Canelite – inflamação na canela – também costumam ser muito comuns.

Outras regiões

Além das lesões de quadril, joelhos e pés, é muito comum ainda que pessoas que praticam corridas desenvolvam lombalgia na coluna, causada pela má postura; fraturas por estresse, que são muito comuns nos ossos da perna e principalmente extremidades da tíbia e do perônio; e estiramento muscular na região posterior das coxas.

Prevenção

Apesar de parecer ser uma prática simples, a corrida pode acabar causando uma série de lesões em diferentes regiões do corpo principalmente quando feita de maneira inapropriada e inexperiente. Por isso, é altamente recomendável que a prática seja feita sempre com acompanhamento profissional, para que seja segura, saudável e de forma muito menos arriscada.

Antes de começar a praticar corrida por conta própria, é importante que se procure por um fisioterapeuta. O profissional vai realizar uma Avaliação Fisioterápica, a fim de identificar todas as suas necessidades e riscos, e só então partir para a Fisioterapia Esportiva que vai trabalhar todos os detalhes e objetivos traçados durante a avaliação.

Além de procurar correr sempre com o acompanhamento da fisioterapia, existem alguns outros cuidados que podem ajudar a evitar as lesões: sempre faça alongamentos antes de iniciar os exercícios, utilize apenas tênis apropriados, fique atento a postura e evite fazer atividades excessivas e desgastantes sem antes preparar o corpo.

No caso de pessoas obesas, com histórico de lesões ou doenças e idosos, todos os cuidados devem ser dobrados, já que os riscos também aumentam.

Clínica Memorial

Av. Santo Antônio, 53
Jardim Nomura - Cotia - SP
CEP: 06716-710

Fone:
(11) 4616-0406 (WhatsApp)
(11) 4148-8843
(11) 4148-2572
(11) 4206-4376

Fax: (11) 4148-2572

Horário de atendimento

Atendimento médico
Segunda a sexta - 08h00 às 18h00

Fisioterapia
Segunda a sexta - 08h00 às 18h00

Academia
Segunda a sexta - 08h00 às 20h00

Responsável Técnico

Dr. Luis Antonio Buendia
CRM: 79752
Ortopedia e Traumatologia
Cirurgia da mão

Dúvidas?

Fale com um de nossos atendentes.

Por telefone:
(11) 4616-0406 (WhatsApp)
(11) 4148-8843
(11) 4148-2572
(11) 4206-4376

Ou clique aqui e faça sua pergunta.